quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Trânsito, trânsito...



A população aumenta, os carros nas ruas também aumentam e consequentemente o trânsito. Após a redução do IPI ( Imposto Por Produto Industrializado) a população sentiu segurança para comprar automóveis.
Dados do Seade ( Sistema Estadual de Analise de Dados) mostram que no Estado de São Paulo, em 2010 apontou 3,09 veículos por habitante. O que já nos da a visão do porque o trânsito encontra-se intenso nos últimos anos.Também com dados de 2010, o último anuário da Anfavea mostra , que foram emplacados 5.44.387 veículos contabilizando um aumento de 12,42%.
O aumento de aquisição e fabricação de veículos é o fator agravante para o transtorno que sofre a população que permanece horas parada no trajeto de casa para o trabalho e vice e versa. No entanto este sofrimento é causado também pela própria população, que procurando conforto e satisfação tem procurado carros menores ou invés de organizar o famoso carpooling como é chamado nos Estados Unidos o ato de compartilhar o carro alternadamente por duas ou mais pessoas.
O conforto de um carro unitário, e também a beleza pode custar o tempo que você aguarda diariamente para chegar ao destino desejado. O número de mini coopers, Smart, Ford Ka, New Beatle estão aumento, e apesar de serem menores, facilitando para a hora de estacionar, imagina se todos resolverem ter seu próprio carro e ninguém mais dividir, mesmo pequenos não há espaço que chegue.