quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Pessoa Amada

A obscuridade da noite
Esconde os mais profundo segredos
E os mais loucos desejos
No entanto sem nenhum lampejo de verdade
Nessa cidade nem tudo parece real
A vida parece mesmo um caos
Junto a esse sentimento desleal

Saindo de casa tudo muda
A noite é tão bela e profunda
Quando olho pra lua
Ela parece me chamar
Então há procura dela em algum olhar
Mas continuo sem encontrá-la
A dona desse caos

Que se tornou meu coração
No entanto só encontro multidão
E nela mais solidão
Qual será a sensação ?
De o seu amor encontrar
Sem com a noite se importar
Talvez seja só especulação

E continuarei sem nenhuma exatidão
Se continuar nessa janela esperando
E o amor lá fora, pronto para amar
Quem quer que apareça sem nenhum temor
Pois ao temer não tem coragem de agir ou amar
Apenas tem pavor, temor, horror
De realmente demonstrar do que é capaz

Na verdade todo mundo é capaz
Capaz de amar, odiar e desejar
De se perder, se envolver
Chorar, implorar e de voltar
Voltar mesmo depois que jaz
Sem entender porque não devolver
O amor que um dia entregaram á você.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Liberte-se

Tem dias que ficamos com aquele vontade louca de dançar. Parece estar a ponto de explodir e precisa mesmo soltar-se.
Algo assim pode ser inexplicável, mas muito bom. Várias pessoas sentem-se bem dançando, outras no entanto tem uma imensa vergonha de fazê-lo na frente de alguém.
Dançar é algo saudável, fora o fato de tirar qualquer stress. E dançar também pode ser uma fuga temporária dos problemas ao redor.
Eu por exemplo, adoro dançar e quando danço esqueço de tudo só quero mesmo é me divertir e curtir o momento.
Na vida muitas vezes precisamos de uma válvula de escape e a dança é uma ótima opção pra quem quer um refúgio sem prejuízos.
Sabe aquele momento em que você não tem nada pra fazer, e precisa de distração, então essa é a hora. Afaste os moveis, ligue o som e dance, esqueça das preocupações se desligue de tudo e todos e curta seu momento, relaxe e veja como vai se sentir pronto para outra.
Nunca tenha medo de expressar-se,desde que isso não constranja ninguém, nem á você mesmo.
E você o que faz nas horas de lazer e quando te dá aquela vontade de dançar? Se sente a vontade dançando ou prefere só observar?