quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Trânsito, trânsito...



A população aumenta, os carros nas ruas também aumentam e consequentemente o trânsito. Após a redução do IPI ( Imposto Por Produto Industrializado) a população sentiu segurança para comprar automóveis.
Dados do Seade ( Sistema Estadual de Analise de Dados) mostram que no Estado de São Paulo, em 2010 apontou 3,09 veículos por habitante. O que já nos da a visão do porque o trânsito encontra-se intenso nos últimos anos.Também com dados de 2010, o último anuário da Anfavea mostra , que foram emplacados 5.44.387 veículos contabilizando um aumento de 12,42%.
O aumento de aquisição e fabricação de veículos é o fator agravante para o transtorno que sofre a população que permanece horas parada no trajeto de casa para o trabalho e vice e versa. No entanto este sofrimento é causado também pela própria população, que procurando conforto e satisfação tem procurado carros menores ou invés de organizar o famoso carpooling como é chamado nos Estados Unidos o ato de compartilhar o carro alternadamente por duas ou mais pessoas.
O conforto de um carro unitário, e também a beleza pode custar o tempo que você aguarda diariamente para chegar ao destino desejado. O número de mini coopers, Smart, Ford Ka, New Beatle estão aumento, e apesar de serem menores, facilitando para a hora de estacionar, imagina se todos resolverem ter seu próprio carro e ninguém mais dividir, mesmo pequenos não há espaço que chegue.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Parceria

Aqui vai o link do site Avesso a primeira parceria do Opiniões e Informações
http://www.avesso.com.br

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Contando histórias


Desde o meio do ano passado pra cá voltei a fazer uma atividade que muito me agrada, mas a qual eu tinha interrompido. Há exatamente 5 meses venho lendo com mais frequência e não consigo mais parar é um livro atrás do outro e todos de estilos diferentes.
Essas leituras diárias que realizo agora, me fez parar pra pensar,sobre o ato de escrever, ou melhor de contar história, principalmente o livro que terminei de ler, pelo fato dos personagens estarem ligados diretamente com a profissão que escolhi exercer e pelo próprio hábito da leitura.
Desde pequena gosto de ler e escrever, faz um tempo que não tenho um diário, mas quando tinha uns 8 anos comecei a criar o hábito de escrever meus pensamentos neles, meus segredos e coisas do dia á dia.
Acredito que foi a partir dai que surgiu meu interesse por contar histórias, não as minhas mas sim a de outras pessoas. Escrever pelo menos pra mim se torna mágico, porque você em algumas linhas pode dizer o que não consegue expressar com palavras.
Eu sempre gostei de tudo que pudesse ser feito para contar histórias, por isso sempre fui apaixonada por teatro, cinema, música e livros. Essas são formas com liberdade para contar histórias da maneira que achar melhor, cantando, dançando ou interpretando não importa como, o que realmente importa é a história.
Mas esse exercício de contar histórias existem certas responsabilidades, não se você é um escritor de ficção, mas se você abordar histórias reais, como jornalistas e escritores biográficos, tem que tomar certos cuidados, com o poder que tem as palavras escritas que não podem mais serem apagadas.
É claro que amadores, que se aventuram pelas palavras, no inicio não tem muito essa preocupação, principalmente quando se é criança, ou jovem, mas é necessário passar esse tipo de responsabilidade desde cedo para que não se crie problemas mais tarde.
De todas as maneiras de contar histórias, o jornalismo me atraiu por ser o que aparenta ser mais fiel há elas, porque para contá-las você tem que se aproximar do dono da história e colher mais informações possíveis para relatar com máximo de veracidade que conseguir.
E cada vez que leio um novo livro, vejo um filme diferente , ouço uma músicas emocionantes arquiteto maneiras diferentes de contar essas histórias e penso quando será que eu vou contar uma nova história.



Fonte: ilutrção/GoogleImagens

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

O inicio de uma nova Era

Em 1º de Janeiro de 2011, a Senhora Dilma Rousseff assumiu a presidência do Brasil. Com toda a pompa e aclamações reservadas para tal cerimônia, o ano começou ao comando da primeira presidente mulher do país.
Não sou uma seguidora da presidente, mas assim como se pronunciou em Brasília prometendo diante de convidados e diante de milhares de telespectadores que acompanhavam a posse de casa, espero que cumpra cada palavra e continue fazendo proezas para o Brasil seguir mudando como diz seu slogan de campanha.
Agora como brasileira não estou em posição de criticar e como disse anteriormente, só ficar na esperança de que a escolha feita pelos brasileiros que a elegeram não seja errônea esperar bons resultados deste novo governo.
Como primeira mulher no comando enfrentará obstáculos,mas já mostrou que driblou muitos a partir do momento que chegou aonde está.E que não tem medo de desafios e lutará pelos direitos da imprensa, da mulher e de todos os que necessitarem de apoio.
No inicio de seu mandato visitará 50 países em prol de aumentar a visibilidade do país e estreitar nossas relações internacionais com as influentes potências. 2011 está representando um ano de mudanças e elas serão sentidas em vários aspectos a escolha de nossa presidente foi a maior delas. Por tanto neste ano a esperança é o outro nome do jogo, e mudança e esperança devem andar juntas e juntas vão fazer o Brasil seguir mudando.
***
Aqui fica um pouco dos meus pensamentos e informações a respeito da presidente Dilma, o que mostra como 2011 é o ano da mudança. A futura jornalística que aqui vos fala (digita) abominava o assunto política, mas como não podemos nos fechar para o mundo, este post mostra o início de uma nova personalidade e de informações mais completas sobre diversos assuntos e neste ano, prometo deixar a política mais presente no blog.
Um excelente 2011 para todos vocês!!!

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Homo Sapiens

O ser humano é incrivel e digo isso como quem observa as pessoas o tempo todo, e mesmo com tudo que acontece ao nosso redor, mortes, violência e afins, as pessoas ainda são seres admiravéis.
Passando pela rua me deparei com uma cena que me deixou pensativa. Todos os dias no mesmo local, um homem fica andando de lá par cá, sem mexer com ninguém. Eis que esses dias quando eu passava por perto, ele estava fazendos gestos com as mãos, como se empunhasse uma metralhadora, e próximo a cena estavam uma criança e uma mulher, a criança com os olhos expressivos e arregalados segura na mulher e fala:
Mãe ele é louco. E o pequeno disse isso com tanto pavor em um tom de voz baixo quase que imperceptivel.
Isso me deixou penativa, e me recordando de todos os tipos de pessoas com quem já me deparei na vida. Cada um tem suas manias e hajem de diversas maneiras. Falo isso como quem adora observar as pessoas e tenta decifras seus enigmas, mas é claro que issonão é possível, não temos como descobrir tudo que sobre alguém, só de olhar uma única vez.
Mas a verdade é que tentar realiza-lo é muito divertido. E quem nunca tentou adivinhar coisas que passam na cabeça das outras pessoas que nos deparamos no nosso dia - a - dia?
O ser humano é no mínimo complicado, mas também muito curioso e interessante, pena que de tão intensos acabamos passando dos limites da humanidade.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Prodígios estão com essa bola toda?


Tudo o que é novo causa alarde, por si só. E quando o novo é alguém, as coisas saem dos limites (não generalizando). A verdade é que o desconhecido fascina, e algumas vezes geram muita polêmica .
Quando o fator idade é somado, a proporção salta de maneira incrível. Não há quem não comente, temos vários modelos como exemplo, atores, cantores e jogadores de futebol.
Pouca idade, pouca altura, muito talento e beleza também por que não ? são esses predicados que elevam o status de jovens e crianças no mundo do entretenimento.
Micheal Jackson, Macaulay Culkin e Lindsay Lohan são artistas que começaram a carreira na infância e tiveram vários problemas com a fama sem maturidade o suficiente para segurar a barra.
Atualmente novos nomes estão em pauta e algumas confusões, Justin Bieber, Maisa, Neymar,Luan Santana e muito mais.
Maisa a apresentadora mais jovem do momento, mostra atitude em frente as câmeras e um temperamento astuto chama a atenção quando faz piadas com o também apresentador Silvio Santos encantando alguns e surpreendendo outros.
Justin Bieber a nova febre internacional que encanta com sua beleza, voz e suas belas performances no palco, e causa divergência de opinião. Nos últimos dias ganhou várias criticas por mostrar um temperamento hostil diante da apresentadora Sabrina Sato.
Luan Santana que estourou como a mais jovem voz da música sertaneja do gênero Sertanejo Universitário, causa burburinhos entres fãs e críticos que questionam a sexualidade do rapaz.
E por último e mais recente, Neymar jogador santista que perdeu o rebolado nos últimos jogos mostrando atitudes anti-desportivas ao gingar seu próprio técnico, e ainda ter causado a demissão do mesmo. Com o temperamento forte o jogador está perdendo a afeição dos fãs e torcedores e ganhando rejeição.
Os jovens talentos recebem uma grande carga, não podemos negar, mas o fato de não estar preparado para esse mundo pode ser um fator para todas as confusões, mas não justifica e a falta de maturidade pode resultar no fim de uma carreira promissora.

domingo, 12 de setembro de 2010

MOVIMENTO E-LEITOR O FUTURO EM UM TOQUE


Hoje vou falar sobre um assunto que confesso não me agrada nada, mas é dever de todo cidadão se envolver ao menos o mínimo que seja a respeito de política.
Este ano vamos eleger o novo presidente da república, ou melhor dizendo a primeira presidente da república. Não sei quanto a vocês, mas eu sinto que essa eleição já está ganha e teremos nossa primeira representante mulher neste país a frente da presidência.
Como disse a princípio não é o meu primeiro assunto a ser tratado em roda de amigos e afins, mas tenho consciência que votar vai me ajudar a sentir de perto que rumo o país está tomando. Não que realmente acredite que meu voto vai fazer toda a diferença, mas você já imaginou se você não vota e descobre que por um ponto o candidato com qual você se identifica não ganhou? Como se sentiria?. Eu no mínimo ficaria frustrada e pensando e se eu tivesse votado... Para todos os efeitos escolha alguém que você goste das idéias ou respeita por algum motivo.
Não tenho nada contra as pessoas que votam nulo, mas existem vários panfletos por ai falando para votar nulo e não participar da palhaçada toda, mas será que é assim mesmo?
Os votos em branco são os realmente enganadores, pois cada voto em branco vai para que está vencendo. Resumindo não adianta de nada, você está ajudando a fortalecer quem já está ganhando e isso pode ser muito ruim.
Confesso estar bem confusa nessas eleições, afinal é a minha primeira para presidência e como não é meu foco conheço pouco os candidatos mas já sei bem quem eu não quero lá. E para ajudar caros amigos irei trabalhar nessas eleições então essa para mim é soma de decepção total.
Enfim, espero que esse post contribua de alguma forma e nada do que eu disse é regra são apenas pensamentos meus. Quero agradecer ao Tiago do GAZ pelo convite e vamos lá nos conscientizar galera!!